quinta-feira, 28 de julho de 2016

Facebook descumpre decisão judicial e pode ser bloqueado

Fonte: Exame

A Justiça do Amazonas congelou 38 milhões de reais das contas do Facebook. O bloqueio está relacionado ao descumprimento de uma decisão judicial que obrigava a empresa a quebrar o sigilo de mensagens trocadas pelo aplicativo WhatsApp para investigação criminal. Como represália, os serviços do Facebook – como o WhatsApp e o Instagram – podem ser bloqueados no país.

Segundo nota do Ministério Público Federal do Amazonas, o valor congelado corresponde à soma de multas individuais de um milhão de reais estipulada para cada dia de descumprimento da decisão judicial. A investigação criminal, que provocou o bloqueio do WhatsApp no início da semana passada, e o processo no qual foi estabelecida a multa tramitam sob segredo de justiça.

O Facebook Brasil argumentou que os conteúdos solicitados pela justiça, como os dados de cadastros feitos no app, são de responsabilidade dos operadores da empresa na Irlanda e nos EUA. Por isso, para cumprir a decisão judicial, seria preciso uma cooperação internacional. 
Para rebater a empresa, o MPF no Amazonas afirmou que a decisão judicial é uma medida prevista no Marco Civil da Internet. Segundo essa lei, é possível aplicar a legislação brasileira mesmo quando a empresa esteja sediada em outro país.
Além disso, ainda é possível solicitar um novo bloqueio do WhatsApp no Brasil caso a empresa descumpra a ordem judicial. “A postura de não atendimento a ordens judiciais claramente se caracteriza como ato atentatório à dignidade da Justiça podendo, além da multa, vir a ser determinada a suspensão dos serviços da empresa no Brasil”, defendeu Alexandre Jabur, procurador da República e autor do pedido, em nota. 
Ainda segundo Jabur, o Facebook demonstra desprezo pelas instituições brasileiras. "Ao conferir proteção absoluta à intimidade, a empresa ultrapassa o limite do razoável, criando um ambiente propício para a comunicação entre criminosos, favorecendo aqueles que cometem crimes graves, como terrorismo, sequestro, tráfico de drogas etc", destaca. 

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Contra “saidinha de banco”, projeto obriga agência a separar atendimento da espera

Agências terão de isolar os caixas de atendimento entre si e da área de espera para impedir que outros vejam as operações feitas por clientes e instalar alarmes que comuniquem as agências à empresa de vigilância ou à polícia
A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 504/15, do deputado Diego Garcia (PHS-PR), que cria regras para reforçar a segurança em agências bancárias com a intenção de evitar os crimes conhecidos como “saidinha de banco”, em que os ladrões perseguem a vítima na saída da instituição financeira depois de avisados por comparsas de que aquela pessoa estaria de posse de grande quantia de dinheiro.
O projeto obriga as agências a criarem barreiras físicas para impedir a livre circulação dentro da instituição. Os caixas de atendimento deverão ser separados entre si e também ficarão isolados da área de espera. A intenção é impedir que outras pessoas vejam as operações feitas por cada cliente.
Diego Garcia afirma que as agências investiram em segurança contra roubos dentro das instituições, mas o cliente continua vulnerável aos golpes depois de realizadas as transações. Segundo ele, o isolamento físico dos guichês de atendimento é uma medida fácil e barata que será eficaz no combate à saidinha de banco.
Imepdir bandido
“A identificação da operação realizada pela vítima é condição necessária à prática do crime, o que não mais seria possível [com a aprovação da medida]. Restaria prejudicada a atividade do bandido que repassa ao comparsa informações sobre a vítima, pois não seria possível visualizar o saque de recursos”, disse.
A proposta altera a lei que obriga agências e transportadoras de valores a manter um sistema de segurança privado (Lei 7.102/83), para incluir as novas exigências.
Ficam mantidas as regras atuais que obrigam os vigilantes a serem pessoas preparadas e o uso de pelo menos mais de um dos seguintes dispositivos: câmeras de segurança; artefatos que retardem a ação dos criminosos; e cabine blindada com permanência de vigilante.
Pelo texto, as agências também terão de instalar alarmes que permitam a comunicação entre a agência e a empresa de vigilância ou a delegacia mais próxima.
Os bancos terão 180 dias, contados da publicação, para fazer as adaptações necessárias ao cumprimento das novas regras.
Tramitação
O projeto está apensado ao PL 5101/09 que, por sua vez, tramita em conjunto com o PL 4298/12, que trata do piso salarial de vigilantes de instituições financeiras e trabalhadores de empresas de transporte de valores. Dezenas de projetos assemelhados tramitam apenasados. Todos os projetos serão analisados por uma comissão especial cujo relator é o deputado Wellington Roberto (PR-PB). Depois de votados pela comissão, estarão prontos para votação em Plenário.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

Projeto inclui casais homoafetivos em programas habitacionais do governo federal

Projeto de lei (PL 335/15) em análise na Câmara dos Deputados assegura o direito de casais homoafetivos que mantenham união estável de se inscreverem para participar de programas habitacionais do governo federal, como o Minha Casa Minha Vida.
O texto, apresentado pelo ex-deputado Wadson Ribeiro (PCdoB-MG), reconhece esses casais como entidade familiar. Pela proposta, os programas de habitação deverão incluir cláusula que considere pessoas que mantenham união estável homoafetiva e admitir que os casais homoafetivos possam compor renda.
“Apesar de o Poder Judiciário reconhecer o casamento civil de pessoas do mesmo sexo, a legislação precisa ser atualizada com o objetivo de garantir o acesso dos casais homoafetivos aos programas habitacionais desenvolvidos pelo governo”, ressalta o autor.
Ribeiro lembra que o Supremo Tribunal Federal (STF) já reconhece desde 2011 a união homoafetiva como família. Em 2013, em decisão semelhante, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por meio de resolução (175/13) proibiu a recusa de celebração de casamento civil entre pessoas de mesmo sexo.
Tramitação 
O projeto será analisado conclusivamente pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; de Desenvolvimento Urbano; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Alexandre Pôrto

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

Projeto aumenta punição para quem vender armas a crianças e adolescentes

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 508/15, do deputado Major Olímpio (SD-SP), que aumenta a pena aplicada a quem vender, fornecer – ainda que gratuitamente – ou entregar a criança ou adolescente arma, munição ou explosivo.
Pelo texto, que altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90), a infração passará a ser punida comreclusão de cinco a dez anos. Atualmente, o estatuto prevê pena de reclusão de três a seis anos.
“A venda ou qualquer outra forma de fornecimento de arma ou munição a um menor de idade possui punição menor do que aos que realizarem a venda a um maior de idade, não dando, dessa forma, a devida proteção às crianças e adolescentes”, justifica o autor.
O projeto também revoga dispositivos do Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03) e da Lei de Contravenções Penais (Lei 3.688/41) que preveem penas menores para a mesma infração.
Tramitação 
A proposta será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (inclusive quanto ao mérito). Depois, segue para o Plenário.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

Igreja sofre tentativa de assalto em São Mateus

Na noite de terça-feira (19), um homem de 37 anos foi preso após tentar arrombar a Igreja Metodista, em São Mateus. Uma vizinha teria acionado a PM, após ver que o homem quebrou o vidro de uma das janelas da igreja. Ao chegar no local, a polícia entrou em contato com um representante da igreja, que relatou que um individuo teria feito ameaças, dizendo que “iria acertar as contas com o pastor da igreja”. Por meio de patrulhamento na região, o autor foi encontrado na Rua Morais e Castro. O mesmo foi reconhecido pela testemunha e pelo representante da igreja e foi preso.

Condutor inabilitado se apresenta como autor do atropelamento de mãe e filha na Av. JK

Um jovem de 25 anos se apresentou hoje (20) de manhã na delegacia, para admitir autoria do atropelamento de mãe e filha na Av. JK, altura do Bairro Nova Era, na da última segunda-feira (18). As vítimas de 35 e 2 anos, se encontram internadas em estado grave.

O condutor vai responder por lesão corporal no trânsito, omissão de socorro e inabilitação, sendo assim o inquérito vai avançar, dependendo do estado clínico das vítimas. O rapaz responde em liberdade.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Ataque deixa mais de 70 mortos no sul da França

Um ataque com um caminhão na cidade de Nice, no sul da França, deixou dezenas de mortos e feridos nesta quinta-feira (14), quando a multidão comemorava o feriado da Tomada da Bastilha, maior festa nacional. Segundo a Procuradoria francesa, citada pela imprensa do país, pelo menos 73 pessoas morreram. Autoridades falam ainda que há mais de cem feridos, dezenas em estado grave. O incidente está sendo tratado como atentado terrorista.
 De acordo com o canal de TV francês BFM TV, o motorista do caminhão teria percorrido 2 quilômetros atropelando pessoas. Foram achadas metralhadoras e granadas no caminhão.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Cuidado: Existe uma “pegadinha” na lei do farol baixo

“O condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias”, é o que diz a Lei 13.290/06, recentemente aprovada, e já em vigor.

Quem não andar de acordo deverá desembolsar uma quantia de R$85,13, além de perder 4 pontos na CNH

Você sabia que o farol baixo que você está pensando, não é o mesmo farol baixo dos caras da lei?

Como assim o “meu farol baixo” não é o farol baixo?

O advogado Pedro Magalhães Ganen do site especializado em assuntos jurídicos Jusbrasil, foi a fundo no assunto. Ao pesquisar no Código de Trânsito Brasileiro, ele se deparou com três tipos de faróis existentes, olha só:
  • Aquela que usamos normalmente durante a noite é a Luz Baixa;

  • Aquela utilizada também no período noturno, quando a via não é iluminada e quando não há outro veículo na sua frente é a Luz Alta;

  • E aquela bem fraquinha, que segundo o Código deve ser usada em caso de chuva forte, neblina ou cerração é a Luz de Posição.

  • Percebe, a petulância desse código?

    Certamente, para você, assim como boa parte da população, o farol baixo seria a luz de posição (aquela bem fraquinha), mas segundo o código, a luz baixa é o farol normal, aquele que usamos a noite, quando não queremos cegar o motorista que esta vindo em direção oposta ao nosso carro.
    Para entender melhor, veja a posição dessas luzes no carro:

  • A seta vermelha indica que os faróis estão desligados;

  • Se mudar a chavinha pra cima, a seta amarela vai indicar a tal da luz de posição;

  • E se mudar mais uma vez, a seta verde vai indicar a luz baixa (esse é o certo!);

  • E por fim, para ligar a luz alta, deve-se empurrar a manete para frente, indicado pela seta azul.

Ou seja, nas rodovias, para não levar uma multa, você deve manter seu farol aceso, do mesmo jeito que ele estaria se fosse noite, tá bem? Se estiver apenas com a luz de posição, ou com o conhecido “farol de milha”, vai ser multa na certa!
Também é bom avisar que o COTRAN autorizou substituir a luz baixa por aquelas luzes de LED, conhecidas como DRLs. Mas com ou sem elas, fique de olho aberto e farol aceso!

Familiares de pacientes internados no HPS sofrem tentativa de golpe


Familiares de pacientes internados no CTI e na urgência do HPS de Juiz de Fora relatam que receberam ligações de pessoas que se identificaram como funcionários do hospital e exigiram pagamento para realização de procedimentos.

A unidade alerta que se trata de um golpe, pois não há cobranças por procedimentos feitos no HPS, pois são todos realizados pelo SUS.

De acordo com um dos familiares abordados, uma pessoa se apresentou como funcionário do HPS e cobrou o valor de R$ 1.500 para realizar um procedimento e caso o dinheiro não fosse depositado na conta corrente proposta o paciente deixaria de ser atendido.

Vale ressaltar que esse tipo de abordagem configura como crime de estelionato. É importante ficar atento e desconfiar sempre desse tipo de proposta, não efetuando nenhum tipo de pagamento e buscando orientação junto a polícia e ao hospital.

sábado, 9 de julho de 2016

Justiça acata denuncia contra cunhado de Ana Hickmann

O Tribunal de Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais, contra Gustavo Correa, cunhado da apresentadora Ana Hickmann, por homicídio. A medida se opõe à decisão da Polícia Civil que pediu o arquivamento do processo pelo reconhecimento de legítima defesa.

A denúncia foi feita pelo promotor Francisco Santiago. De acordo com ele, o crime não se caracteriza como legítima defesa porque a vítima foi atingida na nuca. O pedido por homicídio doloso, quando há intenção de matar, foi aceito pela juíza Ámalin Aziz Sant'ana.

A defesa de Gustavo Correa enviou nota dizendo que "repudia veementemente os termos da denúncia". Ela disse que "todas as medidas cabíveis serão adotadas para comprovar a inocência so nosso cliente".

Pedro Bismarck, o 'Nerso Da Capitinga', vive recluso em um sítio e sente a morte da esposa

"Nerso da Capitinga" é um dos personagens que mais arrancou risadas do público brasileiro. Por quase 3 décadas, ele atuou em programas de sucesso na Rede Globo, entre eles o "Zorra Total" e a "Escolinha do Professor Raimundo". Até os mais jovens sabem quem é esse lendário caipira criado por Pedro Bismarck que, atualmente, está morando em um sítio, no interior de Minas Gerais, próximo a Juiz de Fora.
Hoje, com 54 anos, Pedro Bismarck relembra os anos de glória, o sucesso estrondoso com o personagem que o tornou conhecido no país inteiro, mas, diferente do que muitos pensam, ele não tem uma vida de luxo, pois vive distante da tecnologia moderna que rege os dias das pessoas, com uma internet bem lenta e o telefone que custa a dar linha. Para muitos, essa é uma vida de sofrimento, mas para ele é o paraíso, um cantinho de paz e sossego.
Pedro Bismarck perdeu a esposa em maio, devido a um infarte fulminante e aproveita o tempo que passa em seu sítio para relembrar os bons momentos que viveram juntos. Maria José foi umaesposa fiel, compreensiva, que esteve com eles em todos os momentos, os de dificuldades e os de glória. Soube entender a sua fama, os muitos dias longe de casa viajando e sempre estava lá, esperando por seu "Nerso" com um sorriso no rosto e muito amor no coração.
O humorista acha impossível esquecer alguém que esteve tão presente em sua vida e garante que nunca mais será o mesmo, pois foram 33 anos de matrimônio, um casamento de cumplicidade, onde eles foram muito felizes. Mas ele sabe que tem uma missão dada por Deus e, mesmo longe da TV, pretende continuar levando alegria por onde passar. Isso tem sido bom para ele, pois fazer os outros sorrirem lhe faz ver o mundo de outra forma, com outros olhos.
A peça "Nerso em 3D" é o mais recente trabalho do humorista, que tem viajado para várias partes do Brasil com um show que comemora as 3 décadas do personagem que conquistou e vem conquistando o público. Ele não descarta voltar à TV, mas, por enquanto, quer mais é curtir a felicidade que encontrou neste pedacinho de terra, onde hoje mora também a saudade da esposa que partiu.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Feijão e leite pesam no bolso do consumidor em MG

Puxado pela alta de 6,01% dos alimentos, o índice de aumento médio de preços nos supermercados chegou a 3,05% em junho/16. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) entre os dias 4 e 5/7/16. Foram coletados os preços de 159 produtos em 16 estabelecimentos de Belo Horizonte. Os reajustes dos itens alimentícios foram aliviados pela queda nos preços dos artigos de higiene (-2,43%) e de limpeza (-2,14%).
O feijão carioquinha está entre os produtos que mais encareceram. Dependendo da marca, a alta chegou a quase 70%. Mas o consumidor está sofrendo também com os aumentos do leite longa vida, por volta de 30%, e da manteiga, 22%. Nos grupos de higiene e limpeza os maiores reajustes ocorreram nos preços de determinadas marcas de creme dental (10,24%) e sabão em pó (13,06%).
O Procon Assembleia detectou, porém, deflação em vários itens, como o vinagre, o achocolatado, o papel higiênico e outra marca de sabão em pó. Por isso, o órgão orienta o consumidor a comparar os preços e, se necessário, dar preferência a outras marcas mais em conta. A comparação de preços pode proporcionar economia significativa.
Um exemplo é a farinha de mandioca torrada. Em um supermercado do Bairro Carlos Prates, o preço é R$ 7,59. No Jaraguá, produto idêntico custa R$ 3,49, o que significa uma diferença de 117,48%. O feijão carioquinha (mesmo peso e marca) apresentou variação de 113,1%. Diferenças superiores a 100% também foram encontradas nos preços do creme dental, desinfetante e vinagre.
Obviamente não é viável se deslocar para comprar um único produto, mas vale a pena elaborar uma planilha com os melhores preços de cada estabelecimento e circular pelos supermercados próximos de casa, comprando em cada um apenas os artigos que estiverem mais baratos.
Gás de cozinha – O Procon Assembleia também pesquisou, entre 1º e 4/7/16, os preços do gás de cozinha em 91 revendedores da Capital. Houve uma redução média de 2,43% nos preços em relação ao levantamento de junho/16. O botijão de 13 quilos pode ser encontrado por desde R$ 40 até R$ 67 (preço médio: R$ 56,88). Já o cilindro de 45 quilos custa entre R$ 190 e R$ 298 (preço médio: R$ 246,25).
O preço mais baixo para o botijão de 13 quilos foi encontrado em uma revenda da região Noroeste, enquanto que o mais caro é vendido na região Centro-Sul. Já o cilindro de 45 quilos mais em conta é vendido na região Oeste; e o mais caro, na Pampulha.

MG já tem 76 casos de morte pelo H1N1

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, Minas Gerais contabiliza 288 casos e 76 mortes pelo vírus da influenza.Em Juiz de Fora foram confirmados 18 casos e três mortes, duas por H1N1 e uma por influenza A não subtipado.

Dois são assassinados em Juiz de Fora

Duas pessoas foram assassinados hoje (8), em Juiz de Fora, um no bairro Ipiranga e outro no Jardim Natal, zona norte da cidade. No caso do Ipiranga, a vítima, de 56 anos, foi agredida a pauladas de manhã, quando chegava em casa. Já no caso do Jardim Natal, a vítima foi atingido na cabeça por dois tiros. O homem era presidiário e prestava serviços para o Demlurb. O suspeito não foi identificado.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Ministério Público denuncia cunhado de Ana Hickmann por homicídio

O Ministério Público de MG entregou na tarde de hoje à Justiça uma denúncia contra Gustavo Correa, o cunhado da apresentadora Ana Hickmann, por homicídio. A medida vai de contra com à decisão da Polícia Civil que pediu o arquivamento do processo pelo reconhecimento de legítima defesa.
 O Tribunal de Justiça de Minas Gerais vai decidir se aceita ou não a denúndia feita pelo promotor Francisco Santiago. O advogado de Gustavo Maurício Benfica, disse que não vai se manifestar por não ter ciência do teor da denúncia. Para ele, o caso trata-se "obviamente" de legítima defesa.

Campanha de vacinação da pólio é adiada devido à Olimpíada

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite será feita em setembro, de acordo com o Ministério da Saúde. A mudança na data da imunização, que geralmente ocorre em agosto, ocorre devido à Olimpíada no Rio.

Segundo a pasta, a variação do mês não deve prejudicar a imunização da população, já que a doença está erradicada do país desde 1990. A vacinação é feita para evitar que a pólio volte a circular.

Devem ser vacinadas crianças entre 6 meses e 5 anos de idade que ainda não tenham completado o esquema de prevenção da doença. O esquema vacinal contra a poliomielite é de três doses da vacina injetável e mais duas doses de reforço em versão oral. A meta da Organização Mundial da Saúde (OMS) é erradicar a doença até 2018.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Uso do farol baixo durante o dia será obrigatório em rodovias a partir de sexta

O uso do farol baixo aceso durante o dia em rodovias será obrigatório a partir da próxima sexta-feira (8). Quem for flagrado com as luzes apagadas será multado em R$ 85,13 e terá quatro pontos na carteira de habilitação. A lei que estabelece a medida foi sancionada pelo presidente interino Michel Temer no dia 24 de maio. A proposta teve início na Câmara dos Deputados e foi aprovada pelo Senado em abril.


O objetivo da medida é aumentar a segurança nas estradas, reduzindo o número de acidentes frontais. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o uso de faróis durante o dia permite que o veículo seja visualizado a uma distância de 3 quilômetros por quem trafega em sentido contrário. O farol baixo não pode ser substituído por farol de milha, farol de neblina ou farolete.

A Polícia Rodoviária Federal vai começar a multar os motoristas que não estiverem com os faróis acesos durante o dia nas rodovias a partir do dia 8. Desde que a lei foi sancionada, os policiais vêm conversando com os motoristas sobre a importância de usar os faróis ligados.

Para o assessor de comunicação da PRF, Diego Brandão, os condutores não vão ter dificuldades em se adaptar à nova regra. “É uma mudança cultural. É importante que o motorista seja sensibilizado que, adotando essa medida, além de fugir das penalidades impostas pela lei, ele contribui para a diminuição de acidentes, que é o mais importante”.

Para Brandão, qualquer medida que aumente a visibilidade de um veículo pode ajudar na redução de acidentes. “Apesar de não haver estudos técnicos na PRF sobre o assunto, temos diversas situações e relatos falando sobre a causa do acidente ter sido a falta de visibilidade. Então, acreditamos que o aumento da visibilidade do veículo vai contribuir para a redução dos acidentes”, diz.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

TRE começa a convocar mesários na próxima semana

Começa no dia 13 de junho o período de convocação, pela Justiça Eleitoral, dos mesários que vão trabalhar nas eleições municipais de outubro para o primeiro e eventual segundo turnos de votação. A nomeação dos mesários termina no dia 3 de agosto. Todo eleitor convocado deverá receber um comunicado oficial da Justiça Eleitoral. Além da comunicação no Diário Oficial, a convocação pode ser feita de três formas: por meio de carta convocatória, pela lista oficial nos cartórios eleitorais e por e-mail. Neste último caso, a convocação poderá ser feita desde que esta opção tenha sido autorizada, por escrito, anteriormente pelo eleitor no cartório eleitoral.

 Faltas
Se o mesário convocado ou voluntário não se apresenta no local e hora estabelecidos, tem 30 dias para justificar a sua ausência ao juiz eleitoral. Caso não seja dada uma justificativa, poderá pagar uma multa de 50% ou um salário mínimo vigente na zona eleitoral em questão. Se um mesário recusa comparecer ou abandona o serviço eleitoral poderá enfrentar detenção até dois meses ou pagamento de 90 a 120 dias de multa. Se o faltoso é servidor público e não justifica a sua ausência, ele recebe suspensão de 15 dias sem pagamento. Essas penas poderão ser em dobro se a mesa deixar de funcionar por causa da falta daquele mesário.
Contribuição

Ex-governador de MG e ministro durante a ditadura morre

Ex-governador de Minas, Rondon Pacheco morre aos 96 anos


Morreu na madrugada de hoje (4), em Uberlândia, aos 96 anos, o ex-governador de Minas Gerais Rondon Pacheco.
Rondon foi chefe do Executivo do Estado durante os tempos de ditadura militar, em 1970. Ele estava em casa após ter ficado internado por 21 dias devido a uma pneumonia.

Mulher é presa com celular de policial assassinado

Uma mulher foi presa, nesta tarde em Juiz de Fora com o celular do policial civil assassinado Roberto Maciel.
A suspeita do crime de receptação é mãe do homem, que também foi preso domingo (3) com a arma do policial. O aparelho celular estava sendo monitorado desde o dia da morte de Roberto Maciel.