sexta-feira, 19 de junho de 2015

Oficio pede intervenção do MP e do TCE para rever o aumento da passagem

O vereador Jucelio Maria enviou ofício ao Ministério Público  e ao Tribunal de Contas do Estado pedindo a intervenção dos dois órgãos junto à Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) para rever o reajuste do valor da tarifa decretada no último sábado, 13. O reajuste é de 11,1%, passando dos atuais R$ 2,25 para R$2,50. 

Segundo o ofício, "no momento, está em andamento parte do processo licitatório que será o primeiro na história da cidade que definirá padrões de qualidade, valor da tarifa, organização do sistema, modernização dos ônibus, etc. Na atual administração, 2013-2016, tivemos um aumento de R$ 0,20 em 2014 e, agora, um novo decreto (13 de junho de 2015), concedendo aumento de R$ 0,25.

Segundo Jucelio, até o presente momento, o Executivo de Juiz de Fora não concedeu aumento aos servidores públicos e aos profissionais do magistério. “Ora, se os trabalhadores em geral tiveram um reajuste conforme o IPCA acumulado nos últimos 12 meses, em 8,4%, e os servidores públicos do município que, na conjuntura, poderão ter um aumento menor do que o índice inflacionário, acreditamos que o aumento da tarifa do transporte público não corresponda ao princípio de equidade, contribuindo com maior desigualdade”, afirma o vereador. O vereador sugere que o valor da tarifa seja, no máximo, de acordo com o índice inflacionário “para que possamos garantir menor impacto financeiro aos cidadãos, ou que o valor seja congelado até terminar por completo o processo licitatório que, inclusive, foi a determinação do Tribunal de Contas do Estado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário